segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

BORISKA GAROTO RUSSO CONHECIDO COMO MENINO-ASTRÔNOMO É REENCARNAÇÃO DE UM GAROTO ÍNDIGO


Boris Kipriyanovich ou Boriska

Falando com propriedade sobre as características de Marte, Boris Kipriyanovich afirma ter encarnações passadas naquele planeta e enfatiza a Lei de Amor entre os homens na Terra neste período de transição. (estamos no período de provas e espiões para o período de regeneração).


A pluralidade dos mundos habitados é revelação básica, aceita, há 150 anos, pelos seguidores do Espiritismo. Faltam-nos, porém, até o momento, provas mais concretas da existência de vida extraplanetária. E isso não deixa de aguçar a nossa imaginação: como seriam esses outros seres? Que tipo de vida teriam?


Recentemente, um menino russo de apenas 12 anos, que dá entrevistas desde antes dos 7, tem aguçado ainda mais a nossa curiosidade, pois afirma ter tido suas últimas encarnações no planeta Marte. A história pode ter uma conotação fantasiosa, própria de crianças dessa idade, mas as entrevistas feitas com ele por cientistas russos impressionaram tanto que o assunto mereceu destaque no Pravda, um dos jornais de maior circulação da Rússia.


Assuntos já conhecidos por todos os que estudam o Espiritismo são referidos, naturalmente, por ele, com riqueza de detalhes: reencarnação, necessidade de amor e perdão, transformação e regeneração planetária, entre outros.


A história de Boris, ou Boriska, como é conhecido, começou a evidenciar-se logo aos 3 anos de idade, quando já nomeava com exatidão os planetas do Sistema Solar e apontava sua localização, bem como falava das galáxias e do Universo em geral. Aos 7 anos, chamou a atenção de pesquisadores ao relatar dados físico-químicos de Marte, bem como a estrutura de naves espaciais, detalhes sobre as civilizações e expedições ao planeta Terra. Revelou ainda dados do grande continente da Lemúria, desaparecido há milhares de anos, tudo com um vocabulário altamente evoluído e técnico, não compatíveis com sua idade. Vale ressaltar que ele nunca ouvira falar de tais assuntos anteriormente. Tal riqueza de informações fez com que os cientistas afirmassem que as histórias contadas por Boriska não são frutos de sua imaginação, mas sim memórias de vidas passadas no planeta Marte, pois muitos dos detalhes transmitidos devem ser pessoalmente conhecidos.

Vida extraplanetária


Sua habilidade intelectual sempre foi superior à de outras crianças de sua idade, porém nada se compara às terminologias utilizadas por ele para falar sobre o cosmos. Boris relatou ainda como costumava viver em Marte, que o planeta era habitável e que sobreviveu a uma catástrofe que modificou a história do planeta e de seus habitantes: a destruição da atmosfera, fazendo com que a vida só continuasse possível em cidades subterrâneas. Nesse período, ele freqüentemente fazia viagens ao planeta Terra, onde realizava pesquisas científicas. Isso na época da antiga Lemúria, onde relata ter presenciado explosões de montanhas que causaram o afundamento do continente nas águas. Conta ainda que um lemuriano, amigo seu, faleceu diante de seus olhos sem que nada pudesse fazer. Ficou, porém, para ambos, a certeza de que se reencontrariam nesta vivência sobre a Terra. E isso é algo reconfortante. Boris ainda explica que nossas sondas espaciais são facilmente destruídas ao se aproximarem de Marte devido aos raios que emitem. Em 1988, esse fato foi alertado pelo russo Yuri Lushnichenko, que tentou avisar os líderes soviéticos do Programa Espacial Russo sobre as possíveis falhas das sondas Phobos 1 e Phobos 2, devido aos raios e às baterias radioativas que seriam estranhos à atmosfera de Marte. Mesmo com a falha das sondas, o governo soviético não deu atenção ao aviso. Essa tática de aproximação, no entanto, deverá ser reavaliada.


Transição


Os cientistas que entrevistaram Boris perguntaram o porquê do surgimento de tantas crianças com inteligência acima da média. O garoto respondeu que decorre das mudanças que acontecerão em breve no planeta, situando-as em 2009 e 2013. Com seus conhecimentos, essas crianças vão ajudar os povos espalhados por toda a Terra a passar pelo período de transição. Lembrou que essas modificações já ocorreram em Marte e não foi tudo destruído como pensamos. Muitas pessoas sobreviveram e recomeçaram suas vidas, apesar das mudanças nos continentes e também na composição da atmosfera. Esses ciclos periódicos de transformações bruscas, pelos quais passam os planetas, fazem parte de reajustes cármicos de seus habitantes e da renovação natural. São regidos, portanto, por forças universais que propiciam a evolução e o aprimoramento da essência das criaturas e da própria Criação Divina. Ressaltou ainda que, nos períodos de transição, é fundamental manter a esperança no futuro e a crença na sobrevivência da alma.


Vale a pena relembrar que os antigos maias já davam por certa a transição em 21/12/2012, data próxima à citada pelo garoto Boris. Devemos lembrar que as profecias maias não foram feitas por pessoas que gostam de catástrofes, mas sim por estudiosos da época que chegaram à conclusão que essa data seria o fim de um ciclo para o nosso planeta. Essa transição, ainda de acordo com as profecias, seria boa ou ruim, dependendo da própria humanidade. Para alguns (os sensíveis e intuitivos) seria ótimo, para outros (os racionais) um grande sofrimento. Não seria o fim do planeta, mas o início de uma Nova Era.


Lemúria, lei do amor e reencarnação


Quanto ao desaparecimento dos habitantes da Lemúria, Boris comentou que os lemurianos não estavam mais se desenvolvendo espiritualmente, haviam se desviado do caminho da luz, e isso acabou por destruir a integridade daquele continente.


Não sabe ainda qual a sua missão na Terra, porém, já descortina o futuro do planeta. O conhecimento será distribuído de acordo com a qualidade e o nível de consciência de cada indivíduo. No que se refere à reencarnação, afirma que se lembra com exatidão de sua vida em Marte, especialmente das guerras que por lá existiram.


Quanto ao período de transição, que ora vivemos, afirma que os novos conhecimentos não serão dados às pessoas mesquinhas ou viciosas como ladrões, alcoólatras e aqueles que não desejam se mudar para melhor. Esses terão que deixar o nosso planeta. A informação terá um papel preponderante na evolução, porque é um tempo de união e cooperação que se inicia na Terra.


Para Boris, as pessoas sofrem ou são infelizes por não viverem corretamente. Elas precisam ser boas. E conclama: se alguém lhe bater, abrace quem o feriu. Se fazem você sentir-se envergonhado, não espere por desculpas, peça-as você. Se o insultam e humilham, ame-os do jeito que são. Essa é a relação do amor, da humildade e do perdão, que deve ser observada por todos. Amar uns aos outros, essa é a Lei, conclui o garoto que afirma vir de Marte.


O consolo é que existirão sempre médiuns e profetas confiáveis que continuarão a alertar os seres humanos quanto às probabilidades dos acontecimentos futuros. Com isso, nossas mentes vão se abrir para o fato de que a única forma de evitarmos as grandes catástrofes exteriores é eliminando as catástrofes interiores, calcadas em nossos próprios vícios e paixões.


Há na literatura espiritualista profecias e mensagens que apontam para os prováveis rumos que a humanidade tomará em futuro breve. Muitas delas coincidem com as revelações do menino Boriska. Não devemos, todavia, nos ater ao aspecto destrutivo da transição, como nos ensina o garoto, mas ao que ela traz de bom. Como o Espiritismo também enfatiza, devemos nos voltar ao objetivo primordial da existência: a reforma íntima. Através do esforço pessoal na melhoria interior, contribuiremos para a evolução de nossa própria alma e do mundo que habitamos, tendo por base o amor ao próximo.



Março de 2008 - Edição número 403



O que é uma criança índigo?

O termo criança índigo vem do movimento da Nova Era e da ciência espiritual modernas. Chamam-se crianças índigo a certos seres que supostamente trouxeram características que os diferenciam das crianças normais, tais como : intuição, espontaneidade, resistência à moralidade estrita e uma grande imaginação, juntando-se frequentemente também entre tais capacidades, os dons paranormais. As crianças índigo podem ser vistas como uma espécie de milenarismo, no qual se afirma que tais seres mudarão o mundo até a um estado mais espiritual.

Há que notar que uma boa quantidade das crianças índigo foram classificados de hiperativos ou com a polêmica síndrome de déficit de atenção. O qual explicaria em boa medida o interesse de pais e educadores por este assunto.

Também há quem diga que a crença das crianças índigo, é uma reação de pânico moral à terapia medicamentosa em crianças, particularmente, à ritalina, que tem tido efeitos desastrosos em muitas crianças.

Ciência russa está estudando o menino índigo


O garoto fenômeno intelectual e paranormal, chamado Boriska, tem como mãe Nadezhda, uma dermatologista de uma clínica pública russa e se graduou no Instituto Médico de Volgograd por volta de 1991. O pai dele é um funcionário público aposentado.

Os cientistas russos assumem publicamente suas pesquisas sobre espiritualismo abordando a reencarnação reconhecida cientificamente e a existência de vida extraterrestre.

Eis o texto completo, traduzido de uma das reportagens do PRAVDA, assinada pelo jornalista e cientista Gennady Belimov: Em 11 de Janeiro de 1996, uma criança incomum nasceu na cidade de Volzhsky, na região de Volgograd, Rússia. Sua mãe, Nadezhda Kipriyanovich, descreve o trabalho de parto: 'Foi muito rápido e não senti nenhuma dor. Quando me mostraram o bebê, ele me olhava fixamente com seus grandes olhos castanhos. Como médica, eu sei que não é habitual entre nascituros esse olhar concentrado. Exceto esse fato ele parecia um bebê normal.'

Quando saiu da maternidade, de volta ao lar, Nadezhda começou a perceber que o menino, chamado Boris, tinha um comportamento singular: raramente chorava e nunca solicitava qualquer alimento. Ele crescia como as outras crianças, mas começou a falar frases inteiras aos oito meses. Com um ano e meio, lia jornais. Os pais deram a ele um jogo de peças para montar figuras e ele começou a elaborar peças geométricas combinando diferentes partes com precisão. 'Eu tinha a impressão de que nós éramos como aliens para ele, aliens com os quais ele estava tentando se comunicar' - disse a mãe de Boris ou Boriska, como é chamado pela família.

Boriska começou a desenhar figuras que, à primeira vista, eram abstrações nas quais se misturavam tons de azul e violeta. Quando psicólogos examinaram os desenhos, disseram que o garoto estava, provavelmente, tentando representar a aura das pessoas que via ao seu redor. Aos três anos, Boris começou a conversar com seus pais sobre o Universo. Ele sabia nomear todos os planetas do Sistema Solar e seus respectivos satélites. Ele falava também nomes e número de Galáxias. Isso pareceu assustador e a mãe pensou que seu filho estava fantasiando; por isso, resolveu conferir se aqueles nomes realmente existiam. Consultou livros de astronomia e ficou chocada ao constatar que Boris, de fato, sabia muito sobre aquela ciência.

Os rumores sobre o 'menino-astrônomo' espalharam-se rapidamente na cidade. Boriska tornou-se uma celebridade local e as pessoas começaram a visitá-lo para ouvi-lo falar sobre civilizações extraterrestres, sobre a existência de antigas raças humanas cujos indivíduos mediam três metros de altura, sobre o futuro do planeta em função de mudanças climáticas. Todos ouviam aquelas coisas com grande interesse embora não acreditassem nas histórias.

Os pais decidiram batizar o filho, cogitando que talvez fosse uma questão espiritual, pois acreditavam que havia algo errado com Boris. Mas o fenômeno não cessou: Boriska começou a falar às pessoas sobre seus 'pecados'. Um dia, na rua, abordou um rapaz e admoestou-o por usar drogas; falava com certos homens para parar de bater em suas mulheres; prevenia pessoas sobre a iminência de problemas e doenças.

O menino sofre com o conhecimento prévio de desastres naturais ou sociais: durante a crise do Beslan, recusou-se a ir à escola enquanto durou o ataque. Quando perguntaram a ele o que sentia sobre o assunto respondeu que era como se algo queimasse dentro dele. 'Eu sabia que o caso todo teria um final terrível' - disse Boriska.


Ressaltou ainda que, nos períodos de transição, é fundamental manter a esperança no futuro e a crença na sobrevivência da alma. Vale a pena relembrar que os antigos maias já davam por certa transição em 23/12/2012, data próxima à citada pelo garoto Boris.

Sobre o futuro do planeta, ele adverte que a Terra passará por duas situações muito perigosas nos anos de 2009 e 2015, com a ocorrência de catástrofes relacionadas à água.



Especialistas do Instituto de Estudos do Magnetismo Terrestre e Ondas de Rádio da Academia Russa de Ciências (Institute of Earth Magnetism and Radio-waves of the Russian Academy of Sciences) fotografaram a aura de Boriska que se mostrou forte, nítida de modo incomum. O professor Vladislav Lugovenko analisa: 'Ele apresenta um espectrograma laranja, O que significa que é uma pessoa alegre, positiva, com um intelecto muito poderoso'.

Existe uma teoria de que o cérebro humano possui dois tipos básicos de memória: a memória de trabalho (consciente, voluntária) e a memória remota. Uma das habilidades do cérebro é salvar informações sobre a experiência, sejam emoções ou pensamentos, em uma dimensão que transcende o indivíduo. Essas informações são capturadas por um singular campo informacional que faz parte do Universo. Poucas pessoas são capazes de acessar informações contidas nesse campo.'

Ainda segundo Lugovenko, é possível medir as faculdades extra-sensoriais das pessoas com o auxílio de equipamentos especiais e através de procedimentos muito simples. Cientistas de todo o mundo têm se empenhado na pesquisa desses fenômenos à fim de revelar o mistério destas crianças extraordinárias, como o garoto Boris. Um dado interessante é que nos últimos 20 anos, bebês dotados de habilidades incomuns têm nascido em todos os continentes.

Os especialistas chamam estas crianças de 'índigo children' ou 'crianças azuis', possivelmente uma referência ao avatar indiano Khrisna (figura ao lado) que, segundo a lenda, era azul. 'Boriska é uma dessas crianças. Aparentemente, as 'crianças azuis' tem a missão especial de promover mudanças em nosso planeta. Muitas delas têm as espirais do DNA notavelmente perfeitas o que lhes confere uma inacreditável resistência do sistema imunológico capaz de neutralizar a ação do vírus da AIDS. Tem-se encontrado crianças assim na China, Índia, Vietnam entre outros lugares e estou certo que esta geração mudará o futuro da nossa civilização.


Enquanto as agências espaciais tentam encontrar sinais de vida no planeta Marte, Boriska, aos nove anos, relata aos seus parentes e amigos tudo o que sabe sobre a civilização marciana, informações que ele recorda de uma vida passada. Um jornalista russo entrevistou recentemente o menino sobre sua experiência como habitante de Marte:

Entrevistador - Boriska, você realmente viveu em Marte como dizem as pessoas da vizinhança?
Boriska - Sim, eu vivi, é verdade. Eu tinha 14 ou 15 anos. Os marcianos faziam guerra todo o tempo e eu tinha de participar daquilo. Eu podia viajar no tempo e no espaço, podia voar em naves espaciais e também pude observar a vida no planeta Terra. As naves marcianas são muito complexas e podem se deslocar pelo Universo.

Entrevistador- Existe vida em Marte atualmente?
Boriska - Sim, existe, mas o planeta perdeu sua atmosfera há muitos anos atrás como resultado de uma catástrofe global. O povo marciano ainda vive em cidade nos subterrâneos. Eles respiram gás carbônico.

Entrevistador- Qual é a aparência dos marcianos?


Boriska - Eles são muito altos, uma altura média de sete metros. Eles possuem capacidades inacreditáveis. Boriska fala de Marte, mas também tem lembranças de suas observações sobre Terra naquela existência passada: ele foi testemunha da destruição da lendária civilização da Lemúria, 'a maior catástrofe que já aconteceu neste planeta. Um continente gigante foi engolido por terríveis tempestades oceânicas. Eu tinha um amigo lemuriano que morreu na minha frente esmagado por uma rocha. Não pude fazer nada. Nós estamos destinados a nos reencontrar em algum momento desta vida.'


Entrevistador - ”Se você é de Marte, você precisa de dióxido de carbono? 
Boriska -  “Se eu estou neste corpo [terreno] eu respiro oxigênio”. Mas você sabe, isso causa envelhecimento” [leia-se envelhecimento compatível do ser humano por seu metabolismo oxidativo].

Entrevistador - Existiu alguma relação com Atlantes e/ou Extraterrestres? 
Boriska -  É bem provável, vide-se as estruturas de forma piramidal registradas em várias fotos da NASA, na região denominada Cydonia, em Marte, que nos exortam a pensar na possibilidade da existência de um sem-número de estruturas similares espalhadas pela Galáxia.

Sobre um segundo livro de Ernest Muldashev, “In Search of the City of Gods” [Em Busca da Cidade dos Deuses], mais uma vez olhando as figuras, comentava sobre as pirâmides, os santuários e revelou: “As pessoas não vão encontrar os conhecimentos antigos embaixo da Grande Pirâmide de Quéops [Egito]. Esse conhecimento está oculto no subterrâneo de uma outra pirâmide que ainda não foi descoberta e acrescentou: “A Humanidade vai se surpreender e até mudar quando conseguirem abrir a Esfinge; há um mecanismo de abertura em algum lugar atrás de uma orelha, não me lembro exatamente onde”.

Na Pirâmide de Quéops, em particular, nota-se um detalhe no mínimo interessante.Os dutos de ventilação que desembocam na Câmara do Rei permitem que, a partir do sarcófago de granito vazio que existe no interior da Câmara, se visualize numa determinada época do ano o “Cinturão de Órion” por um duto, e a estrela Sírius (Alpha - Canis Majoris), pelo outro. Levando-se em conta que as Pirâmides da esplanada de Gizeh, apresentam características como informações sobre: a massa da Terra; a distância média de nosso planeta em relação ao Sol; medidas cujas relações entre si encontra-se o número p (Pi Þ 3,14159261.), tanto para a Grande Pirâmide, como para a Câmara do Rei e o sarcófago de granito; datas proféticas relativas a acontecimentos marcantes para a humanidade durante milênios nos hieróglifos ao longo da Grande Galeria, conclui-se que as Pirâmides do Egito estão cada vez mais longe de serem meros túmulos e que o fato deste posicionamento em relação a Órion mergulha o Complexo Piramidal de Gizeh em mais um enigma a decifrar nos campos objetivos da ciência e subjetivos do ser humano.




Ela fala por si mesma. “A Esfinge continua em Silêncio para aqueles que não sabem (ou não querem) ouvir a voz interior. Cabe a cada um preparar-se para ouvi-la.“



Quanto ao aumento de nascimentos de crianças especialmente dotadas, o garoto informa que isto é decorrência do fato de que 'chegou a época' propícia para que elas venham a Terra porque o 'renascimento do planeta se aproxima... Eles estão nascendo e estarão preparados para ajudar as pessoas... Amar seus inimigos, essa é a Lei.

Entrevistador - Você sabe por que os lemurianos pereceram? 
Boriska -  Porque eles não investiram no desenvolvimento espiritual e mergulharam nas práticas da Magia desconsiderando esta Lei. O amor é a verdadeira mágica!'

Boriska encerrou a entrevista dizendo: Kailis.

Entrevistador - O que você disse?

Boriska - Eu disse Olá. Essa é a língua do meu planeta.






23 comentários:

  1. Quanta baboseira! Isso me lembra todas as idiotas previsões sobre o fim do mundo entre 1999 e 2000. todos os que nasceram na década de 1970 e 1980 foram vítimas daquele terrorismo psicológico e no final deu em nada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom Dia Max Demian!

      Obrigada pela visita ao meu blog quanto ao seu comentário foi desnecessário você falar que o post é uma baboseira. Na sua opinião pode ser mas na minha e de muitas pessoas não é. Quando for comentar algum post do meu blog eu lhe peço que seja educado e respeitoso, pois, aqui não é o quintal da sua casa pra você falar como quer ... se não gostou! Tudo Bem! É seu direito mais saiba usá-lo sem agressividade ou pedantismo.

      Atenciosamente,
      Roberta Carrilho

      Excluir
    2. Amigo, para quem não sabe ler, as letras também são baboseiras. Informe-se mais antes de criticar o que não entende. Quanto as profecias (todas), elas são leituras de um futuro que pode ser alterado pelos acontecimentos presentes. Na maior parte dos casos, são avisos para qu. e a gente mude o rumo das coisas. Felicidades e tenha mais educação.

      Excluir
  2. Realmente é fantástico esse menino!!Acredito em tudo isso.

    ResponderExcluir
  3. Existem muitas coisas que não podem ser provadas. Muitas histórias muito bem descritas mas que ainda falta algo pra comprovar, como a história desse garoto. Ela não parece ser uma invenção, assim como a de John titor. Seria bom se fosse possível comprovar essas histórias.

    ResponderExcluir
  4. Como é bom o óbvio vir a tona. Maravilhoso. Fico muito feliz. Obrigada a Vc Roberta pela postagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada você Amiltomério pela visita e comentário!
      Abraços fraternos,
      Roberta Carrilho

      Excluir
  5. O garoto respondeu que decorre das mudanças que acontecerão em breve no planeta, situando-as em 2009 e 2013.

    A que mudanças ele se referiu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sonia como vai?

      No próprio texto fala, mas vou repetir aqui para você: "Ressaltou ainda que, nos períodos de transição, é fundamental manter a esperança no futuro e a crença na sobrevivência da alma. Vale a pena relembrar que os antigos maias já davam por certa transição em 23/12/2012, data próxima à citada pelo garoto Boris.

      Devemos lembrar que as profecias maias não foram feitas por pessoas que gostam de catástrofes, mas sim por estudiosos da época que chegaram à conclusão que essa data seria o fim de um ciclo para o nosso planeta. Essa transição, ainda de acordo com as profecias, seria boa ou ruim, dependendo da própria humanidade. Para alguns – os sensíveis e intuitivos – seria ótimo, para outros – os racionais -, um grande sofrimento. Não seria o fim do planeta, mas o inicio de uma Nova Era. (da regeneração como foi dito pelos espíritos em diversas mensagens psicografadas).

      A informação terá um papel preponderante na evolução, porque é um tempo de união e cooperação que se inicia na Terra. Para Boris, as pessoas sofrem ou são infelizes por não viverem corretamente. “Elas precisam ser boas!”. E conclama: “se alguém lhe bater, abrace quem o feriu. Se fazem você sentir-se envergonhado, não espere por desculpas, peça-as você. Se o insultam e humilham, ame-os do jeito que são. Essa é a relação do amor, da humildade e do perdão, que deve ser observada por todos. Amar uns aos outros, essa é a Lei”, conclui o garoto que afirma vir de Marte. Sobre o futuro do planeta, ele adverte que a Terra passará por duas situações muito perigosas nos anos de 2009 e 2015, com a ocorrência de catástrofes relacionadas à água". Leia também neste link mais sobre a transição da "era de provas e espiações" - que estamos acabando de passar para a "era de regeneração".

      http://robertacarrilho-div.blogspot.com.br/2012/09/a-grande-transicao-joanna-de-angelis.html

      http://robertacarrilho-div.blogspot.com.br/2013/02/mortes-coletivas-planeta-terra-esta-no.html

      http://robertacarrilho-div.blogspot.com.br/2012/01/exilados-de-capela-0-video.html

      http://robertacarrilho-div.blogspot.com.br/2010/09/responsabilidades-bezerra-de-menezes.html

      Abraços,
      Roberta Carrilho

      Excluir
  6. sobre as previsoes de 2015 ele acertou em cheio.

    ResponderExcluir
  7. ual ! esse garoto e realmente divino , acredito que um dia saberemos todas as verdades deste planeta e do universo , mesmo que leve varias e varias vidas , só sei de uma coisa : VAI VALER APENA ESPERAR !!
    .
    ESPIRITISMO SEMPRE !!

    ResponderExcluir
  8. Parabéns Roberta. Acredito em vida além dao planeta e em criança índigo. Não ligue para aqueles que formam opinião a partir do senso comum sem estudos e sem pesquisas. Abraços

    ResponderExcluir
  9. Brilhante esse espirito elevado! Em Exilados de Capela, livro magnifico fala sobre a raça de lemurianos e muitas coisas afins com o que ele diz.Quanto a catastofres c aguas já vivemos uma, a falta de agua,escacez que implica em falta de alimentos e falta de vida de modo geral p o planeta.Quem não acredita tem esse direito,mas acreditando ou não as leis universais e divinas existem e acontecem a todo momento, independente de qualquer coisa.E esses desastres como os terremotos que dizimam milhares de vida nada mais é que o expurgo programado p o planeta como alias aconteceu com lemuria em epocas tão remotas.

    ResponderExcluir
  10. Acredito nesse garoto sim. Ele disse que em sua vida passada ele fazia visitas à Terra...isso reforça ainda mais a teoria do documentário "Eram os Deuses astronautas?". Outro documentário que faz muito sentido também com tudo que esse garoto diz é o "O olho de Horus".
    Interessante como uma coisa vai ligando na outra...eu passei por uma grande "transformação" entre o período de 2009 e 2013, a maioria das pessoas não sabem, mas sou outra pessoa, me transformei completamente, é como se tivesse nascido outra Paula, e foi exatamente no ano de 2009 que isso começou. Outra coisa que o Boriska diz que eu penso igual é "amar seus inimigos".

    ResponderExcluir
  11. Então... as mudanças terão que acontecer de dentro para fora e não de fora para dentro. As mudanças na política, no clima, na família, já estão nos arrastando sem percebermos para uma revolução nas idéias e sentimentos. O progresso é lei divina e ninguém poderá deter sua marcha. O BORISKA TÁ SÓ DANDO UMA MÃOZINHA PARA AQUELES QUE AINDA PRECISAM DE FENÔMENOS CONTUNDENTES PARA ACORDAR.

    ResponderExcluir
  12. Precisamos abrir nossos olhos para as verdades que serão aos poucos reveladas para todos nós.
    "E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" (João 8:32) Na época que Jesus esteve de corpo presente entre nós, Ele não ia plantar em terras não produtivas e falou pra muitos e poucos entenderam. Aliás, ainda lutamos para entender e praticar a mensagem do Cristo que está baseada na lei do amor. Fantásticas as revelações desse garoto e aguardem porque certamente outras virão mesmo que nem todos tenham olhos de ver nem ouvidos de ouvir.

    ResponderExcluir
  13. VENHO ACOMPANHANDO ESTE CASO A MUITO TEMPO, SERIA NECESSÁRIO QUE OS LÍDERES MUNDIAIS VISSEM ESTA SITUAÇÃO É O NOSSO FUTURO. SABER QUE O AMOR É A FONTE DE TUDO. NÃO É PRECISO TANTAS GUERRAS, TANTA MESÁRIA, SEM NENHUMA RAZÃO DE SER. DEVEMOS OUVIR ESTE RUSSO. TALVER ESTEJA AI A NOSSO LIBERTAÇÃO.

    ResponderExcluir
  14. Gostei da materia, toda essa historia bem organizada daria um ótimo livro.

    ResponderExcluir
  15. check this out >> http://en.calameo.com/read/003261369f3a4ebfdbffb and read the part about the TUNGUSKA DEVASTATION OR INCIDENT..i think this boy is telling the truth when he said something about the stone..and theres this diff. kind of stones(not fr. earth)that have been found in russia >>(tunguska event)its not meteors incident,it was the war between the diff. races of aliens > the dorsay and the maitre.. theres 2 races who will try to stop it el manouk and pleyadians< are peaceful race more into spiritual growth(whose gathering stones called >>THE HOLY ROCKS) and as this boy said their souls(those who died like him) were in the stone that probably broken,and all those crystals stone or diff. kinds of stone are found in russia,boriska is from russia,the pleyadians ship was destroyed there when they entered earth,remember that playedians got those stones with them...so this boy boriska is telling the truth..JUST READ THIS LINK >>> http://en.calameo.com/read/003261369f3a4ebfdbffb..It all makes sense to me now,whats with that stone,or why is it so impt.that this playedians races are gathering this rocks and why they call it HOLY ROCKS<< i think i will call it soul rock too.

    ResponderExcluir
  16. read this link especially about the tunguska devastation or incident.. then think about the stone that this boy boriska had said..the playedians race have this stones with them they called HOLY STONE when they entered earth and their ship explosions happenned in russia..and BORISKA was born in russia. He said that the stone "probably broken" that all the souls were in this stone (like his soul)..I know this boy is telling the truth,and even now there are real people,evendiff. racesbeings/aliens living in mars that the govt.and even nasa are just hiding to us..as one of the nasa officials said>>if we only know the truth we will not sleep anymore or cant sleep anymore. read that link coz most of the things we see now in the internet,ufo in skies,all the govt. hidden secrets...it all makes sense,theres a lot more,we just need to have an open mind,see the unseen and hear the unheard..and u will know the truth..the real truth...and i think earth is very impt.planet for some reasons.AND ITS TRUE THE ONLY THING THAT CAN STOP ALL THIS WAR,TO HAVE PEACE IS ...LOVE.

    ResponderExcluir
  17. eu acreditei sim por que eu mesmo tive um pesadelo,talvez mas foi em uma das viagens do espirito ou astral, quando passava por busca pelo sobrenatural ou mediunidade, porem fe em God pq me-considero um cris7ao provas espirituais, eu me vi wm um planeta vermelhado mais para o laranja e era derradeiro sensação calorrr pesçao de explodir a cabeça e furacões ventos violentos areia rasgando a pele. la..

    ResponderExcluir