sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

PAIXÃO ANTIGA (Paloma Duarte e Oswaldo Montenegro)



Eu já vi e vivi este filme ... como ela!
Roberta Carrilho


PALOMA DUARTE, MADALENA SALLES PRIMEIRA ESPOSA DELE, CONTINUA SENDO FLAUTISTA DOS SHOWS E O OSWALDO MONTENEGRO (+bacana isto!!!). Falando nele, Oswaldo Montenegro, como ficou bem com esta barba e este cabelão tudibão hein?! Este corte e barba cairam perfeitamente bem para o estilo de rosto comprido que ele tem. Está lindo demais! Um espetáculo de beleza masculina num é? Estilo nórdico he he he - másculo lembra o Thor só com 50 anos... ficou bom!



Reportagem *02/10/06 - A atriz derrete-se pelo ex-marido 21 anos mais velho, o cantor Oswaldo Montenegro, e revela a Contigo! que já havia namorado com ele cerca de 10 anos atrás 

Um enorme salão de beleza na Vila Madalena, São Paulo. A atriz Paloma Duarte, 29 anos, está em um processo de mudança de cor de seu cabelo. Loiro alaranjado, me avisam. O livro Bonequinha de Luxo, de Truman Capote, está jogado sobre a mesa, entre algumas revistas. Na página 22, a personagem notívaga desvairada de Holly Golightly, imortalizada na versão cinematográfica de 1961 por Audrey Hepburn (1929-1993), diz: "Não me empolgo com nenhum homem antes dos 42 anos". Repito ipsis literis a frase a Paloma. Ela cai na gargalhada: "Fantástico! É por aí mesmo!". 

O motivo é claro, ela namora o cantor e compositor carioca Oswaldo Montenegro, 50, longos cabelos grisalhos, personalidade serena, o típico homem que também atrairia Holly. "Eu brinco com Oswaldo dizendo que se não der certo com ele, minha próxima tentativa será com um homem entre 60 e 70 anos", se diverte. 









Segunda chance 
Paloma Marcos Sanchez Silva (21/3/1977) não poupa elogios ao qualificar o namorado como "viril", "genial", "de uma inteligência aguda". Suas declarações não sobram. Oswaldo acaba de lançar um novo disco inteiramente dedicado a ela: A Partir de Agora, que inclui a música Poema Quebrado (veja a letra no boxe). "É a declaração de amor mais bonita que uma mulher poderia receber na vida", derrete-se a atriz. 

Apesar de terem ficado juntos por 5 anos, a história dos dois é bem mais antiga. Paloma revelou com exclusividade a Contigo! que, quando tinha 19 anos, chegou a ter um affair com o músico. "Na época, acabou não dando certo", conta. 

A atriz se casou pela primeira vez em 1993, com o cantor Renato Lui, 36. Eles ficaram dois anos juntos e tiveram uma filha, Maria Luiza, 11. Em 1997, ela se casou com o ator Marcos Winter, 40, com quem teve Ana Clara, 9. Após seis anos, o casamento acabou e Paloma engatou o romance com Oswaldo Montenegro. 

Os dois passam a semana separados, já que o cantor mora no Rio e a atriz é obrigada a ficar em São Paulo de segunda a sexta para gravar a novela Cidadão Brasileiro, da Record, na qual interpreta Luíza. As filhas moram com a mãe. Nos fins de semana, todos vão para o Rio e se dão muito bem, Paloma vai logo avisando. "Fico aqui durante a semana e no sábado volto para o meu maridão. Assim que acabar a novela, vou morar lá. Minha alma é carioca". A seguir, a entrevista que ela concedeu a Contigo!. 

Como foi sua infância, sendo filha e neta de celebridades? 
Minha família sempre foi muito amorosa. Minha relação com minha mãe é simpática. Ela é uma das atrizes mais completas que eu já vi, é o tipo de pessoa com quem gosto de compartilhar a vida. E o meu avô tem uma mente maravilhosa... Estar com ele significa mergulhar num novo mundo. 

E sua adolescência, como foi? Você parece ter começado tudo muito cedo... 
Fui uma adolescente inquieta. Comecei a trabalhar com 9 anos no teatro (na peça Zé Adulto, Zé Criança, com o pai, Antonio Marcos, em 1986). Depois, aos 11, fui fazer Armação Ilimitada na TV. Saí de casa com 14 e fui fazer Grande Pai, no SBT, em 1991. Em seguida, fui para a Globo fazer Renascer (1993) e não parei mais. Aos 16, já estava casada pela primeira vez. 

Como é sua rotina com as crianças? 
Elas estudam muito. Estudam de manhã e à tarde. Malu (Maria Luiza) tem aula de circo, ateliê de moda e está aprendendo a reciclar roupas. Dependendo do dia, eu roubo elas da escola e as levo para a gravação. Eu não sou uma mãe conservadora em relação à escola, quero é ficar com elas. Elas pedem para eu acordá-las quando chego do trabalho, e às vezes marcamos um café da manhã. 

Você está casada? 
Não. Eu nunca fui casada no papel. Não dou bola para a cerimônia em si. Eu me considero amorosamente casada com Oswaldo. As relações não têm mais a obrigação de durarem para sempre. 

Alguma vez em sua vida você chegou a acreditar que duraria para sempre? 
Quando você começa um relacionamento, torce para que dure para sempre, né? Ainda que a paixão seja uma coisa efêmera, gosto de imaginar que é possível... Acho que desejar que um relacionamento seja eterno é um direito irrevogável de qualquer um. 

Não é um pouco contraditório essa história de desejar um amor eterno acreditando que dificilmente será? 
Acho que isso tem a ver com os sonhos femininos. E, na real, acho que a mulher passou um pouco do ponto. Toda a trajetória feminina é extremamente necessária. Mas o que eu vejo hoje - e vejo isso em grande parte na vida de minhas amigas - é que nós neurotizamos os homens. Enlouquecemos a espécie masculina dizendo que queríamos homens mais sensíveis. Eles se esforçaram bravamente, conseguiram, e agora neurotizamos esses homens dizendo que sentimos falta de mais virilidade, que o homem não pode ser sensível demais. 

Como é o Oswaldo nessa equação? 
Oswaldo é um homem sensível e viril na medida exata. Eu, felizmente, não vivo essa angústia. Não quero ele mais sensível do que é, nem mais viril, pois ele é viril pra caramba! Então, acho que a mulher perdeu um pouco da feminilidade e está ressentida disso. 

Elas agora querem um lado mais viril dos homens? 
As minhas amigas estão todas neuróticas com isso. Agora os homens são todos sensíveis. Outro dia, uma amiga me disse: "Mas meu namorado chora!" Fiquei chocada e devolvi: "Qual é o problema de ele chorar?" A mulher está buscando esse equilíbrio entre manter a sua independência e redescobrir o prazer de ser a mulher de alguém. 

O Oswaldo chora? 
Ele chora só de alegria. É muito engraçado. Nunca o vi chorar de tristeza. 

Como é sua relação com ele? 
Nós dois temos uma vida agitada, então nada nos une além da real vontade de estar juntos. Nossa vida é tão difícil e seria tão simples nos perdermos pelo excesso de trabalho, pela falta de tempo. Eu acho que o que tem de bonito no casamento é você acordar de manhã, olhar para o lado e dizer: "Meu Deus, eu quero dormir de novo ao lado desse homem ainda hoje!" E é exatamente o que acontece comigo em relação ao Oswaldo. 

Ajuda o fato de ele ser 21 anos mais velho que você? 
É muito bom ele ser mais velho, mais maduro. Oswaldo é uma das inteligências mais agudas que já encontrei na vida. Acho que não teria paciência para namorar alguém de minha idade. Não troco duas horas de papo com ele por nada neste mundo. É uma delícia. Eu sou uma pessoa muito inquieta, então, enquanto sofro, grito, choro, ele, amorosamente, do alto de sua maturidade, acolhe todas as minhas explosões. Oswaldo na minha vida é um alívio. 

Como você o conheceu? 
Na verdade eu brinco dizendo que ele ficou esperando eu crescer (risos). Oswaldo é amigo de minha mãe desde que eu era muito menina. 

Mas, nessa época, vocês chegaram a conversar, existia algum interesse? 
Digamos que a gente se encontrou várias vezes durante a vida... Na verdade, nós até demos uma namoradinha, anos atrás... antes de eu me casar (risos). Então, na verdade, é um reencontro. 

Antes do primeiro ou do segundo casamento? 
Antes do segundo casamento, com Marcos Winter (em 1996). 

E por que naquela época não deu certo? 
Ah... foi um encontro muito intenso, mas era um momento muito específico da vida dele e da minha. O que tinha de ser, tinha de ser. Depois, acabamos nos achando de novo. 

Ele topa ter um terceiro filho com você? 
Bom, eu sou uma parideira. De todos os meus ofícios, a maternidade é a mais apaixonante. Se eu tivesse que escolher uma única coisa, entre tudo o que eu faço, sem dúvida nenhuma escolheria a maternidade. É onde minha alma realmente se liberta, se encanta, se renova. Você começa a repensar o mundo inteiro. Perguntas que você não se faria normalmente, das mais profundas às mais idiotas, aparecem. Mas no momento eu não penso em ter outro filho, não. 

Mas por ele, mais um filho, tudo bem? 
Acredito que sim (ele já tem um, Pedro, 19, do casamento anterior com a musicista Madalena Salles, 49, que até hoje toca em sua banda, como tecladista, e com quem tem uma relação próxima). Oswaldo brinca dizendo que, se a gente tiver um filho, ele vai ser avô (gargalhadas)! Ele não é genial? Mas não temos tempo. E esses anos de relacionamento ainda têm cheiro de fralda... 

Por Ricardo Ivanov 

Uma declaração de amor. O cantor Oswaldo Montenegro fez a música abaixo para Paloma 

Poema Quebrado 

Eu era apenas rio 
Esperando que você navegasse 
Poema quebrado no frio 
Num salão vazio 
Esperando que você recitasse 
Eu era manhã cinzenta 
Esperando de você a aurora 
Um lobo de olhar em brasa 
Te vendo em casa 
(e o lobo do lado de fora) 
E eu era, quem diria 
A melodia que jamais compusera 
E eu, que jamais daria 
Era o verbo dar 
Dizendo assim: "Quem dera!" 
Então não vá embora 
Agora que eu posso dizer 
Eu já era o que sou agora 
Mas agora gosto de ser





Lua e Flor - é uma das minhas favoritas






6 comentários:

  1. Que artista maravilhoso esse Oswaldo Montenegro!

    ResponderExcluir
  2. Lua e florfoi e uma música que me faz lembrar de uma pessoa querida,olhos pretos,negros,ela partiu,junto dela meu coração

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Boa tarde Papoula Girl infelizmente eles não estão mais juntos.

      Oswaldo Montenegro me parece é uma pessoa muito complicada para conviver, ele mesmo quem diz... tem transtorno de humor, ou seja, ele é bipolar e geralmente a convivência com pessoas bipolares é muito sofrível para quem não seja...
      Abraços,

      Excluir
  4. Não se empolgava---com homens abaixo dos 42,por que trocou um 50tão por Bruno Ferrari, que é uma máquina com menos de 30!

    ResponderExcluir