sexta-feira, 25 de março de 2016

20 BONS ESCRITORES INDICAM SEUS LIVROS FAVORITOS by Marcela Campos


O desespero é real. O eterno sentir que não vai dar tempo de ler todos os bons livros que nos aguardam nas prateleiras amadeiradas da vida. A ansiedade de contar as páginas restantes pro final de uma história e a satisfação dos livros jogados pela casa, sem mais lugar na velha estante.

Só dedos que coçam pelo peso de um livro é que sabem das dores e delícias do vício em leitura. Do virar frenético de páginas e da areia nos olhos da manhã seguinte a um último capítulo. Do cheiro abaunilhado da lignina naqueles livros caçados no sebo da cidade.

Bons escritores também sabem de tudo isso. E recomendam outras boas obras, que vêm pra se acumular na nossa interminável lista – e é em prol dela que julguei importante trazer a websérie Livro de Cabeceira pra cá.

São vinte episódios curtinhos nos quais escritores de boa literatura falam sobre seus livros preferidos – histórias, roteiros, críticas e reflexões – e dão o empurrão que precisávamos pra conhecer novos cantos da livraria.

Tem um monte de nomes frescos ou irreconhecíveis a todos, e isso pode ser puro tesouro. Pra conhecer as recomendações, é só dar play no vídeo. Pra estender essa lista pra uma imensamente maior, é só clicar nos nomes dos escritores pra saber mais sobre suas obras.

1. Marcelino Freire indica Estrela da Vida Inteira, de Manuel Bandeira

2. Fernanda Torres indica Bouvard e Pecuchet, de Gustave Flaubert

3. Raphael Montes indica O Caso dos Dez Negrinhos, de Agatha Christie

4. Luiz Ruffato indica O Planalto em Chamas e Pedro Páramo, de Juan Rulfo

5. Valter Hugo Mãe indica Toda Poesia, de Paulo Leminski

6. Lourenço Mutarelli indica O Mez da Gripe e Outros Livros, de Valêncio Xavier

7. Santiago Nazarian indica A Metamorfose, de Franz Kafka

8. Sérgio Rodrigues indica Ficções, de Jorge Luis Borges

9. André de Leones indica Badenhein 1939, de Aharon Appelfeld

10. Milton Hatoum indica Três Contos, de Gustave Flaubert

11. Noemi Jaffe indica José e Seus Irmãos, de Thomas Mann e Poemas Selecionados de William Carlos Williams

12. Carlos Heitor Cony indica Memórias de um Sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida

13. Ricardo Lísias indica Ulysses, de James Joyce

14. Carola Saavedra indica Rayuela, de Julio Cortazar

15. Alberto Mussa indica Asfalto Selvagem, de Nelson Rodrigues

16. Bernardo Carvalho indica O Mestre e Margarida, de Mikhail Bulgákov

17. José Roberto Torero indica Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis

18. Sérgio Sant'Anna indica Marcel Duchamp ou o Castelo da Pureza, de Octavio Paz

19. Bruno Zeni indica Malaguetas, Perus e Bacanaço, de João Antônio

20. Marçal Aquino indica Angústia, de Graciliano Ramos

Nenhum comentário:

Postar um comentário